Convertendo imagens em gráficos

A cada dia de passa, sinto-me mais confortável em criar os meus próprios gráficos, mesmo sendo neste início baseado em outras artes. Há certas preocupações que devem ser tomadas: O tamanho e o número de cores são as principais.

Tenho observado muito a construção de gráficos baseando-me nas revistas e designers profissionais. É evidente que quanto mais pontos, mais perfeito fica, porém nem sempre são aplicáveis. As considerações são também onde pretende-se aplicar o gráfico. Há de se pensar se será um quadro ou barrado de toalha?

Minha dica para quem também quer iniciar a construir e que não tem tanta experiência com programas construtores de gráficos, imprimir os modelos base de folha quadriculada disponíveis neste site.

Neste trabalho optei em cores mínimas, são apenas quatro. Não incluí detalhes como contorno nem pontos mais avançados, como meio ponto ou nó francês.

Antes que me perguntem, usei o programa PCStitch 10.

Imagem original - autor desconhecido

Gráfico convertido - clique para fazer o download


Dica de Compra: Newsstand

Em meados do mês de outubro eu fiz minha compra de revista na Newsstand , um site inglês que vende várias revistas de lá com distribuição ...